domingo, 27 de dezembro de 2015

Da Série: Lendas e Histórias Celtas - Divindades


Olá, galera! demorou para sair o post, porque entre faculdade e trabalho, o tempo ficou apertado. Agora estou de boa na lagoa e então tá aí, mais sobre os celtas!


Quando falamos em celtas temos que ter em mente o politeísmo. Eles veneravam vários deuses e deusas. Outros povos também era politeístas a exemplo da grego, a babilônico, a egípcio, romano, mesopotâmico e outros.

O panteão celta galês possui duas categorias: podemos dizer que existem as divindades gerais, ou seja, as conhecidas por todos os celtas e as divindades locais, conhecidos pelos moradores das áreas circundantes.

A título de curiosidade: as regiões que mais resistiram às invasões dos romanos foram a Irlanda e o País de Gales. No caso deste último, suas densas florestas dificultaram a passagem dos exércitos romanos a caminho da cristianização. 

As divindades são as mesmas dos países circundantes ao País de Gales, mudando os nomes em alguns locais.

     Vamos ao que interessa,


Mitologia Galesa

Vale lembrar que galesa refere-se ao País de Gales. Então temos:

- Aeron também conhecido como carnificina. É o Deus da Guerra, podemos dizer que é o aspecto masculino da Deusa Morrigan da Irlanda.


- Afagddu, diz o Mabinogion que Afadggu era filho problemático da Deusa Ceridwen (que veremos mais a frente). Seu nome significa escuro ou feio. reza a lenda celta que esse guerreiro mortal impedia seu oponente de atacar pela sua feiura, sacaram que os guerreiros ficavam com medo dele porque achavam que ele era o demônio. Daí sua fama de guerreiro mortal. É cada uma.

- Arawn conhecido na mitologia galesa como o rei do submundo. Ele era dono do castelo Caer Siddi (Castelo das Fadas). Dizem as más línguas - o Bardo Taliesin que ele possuía um caldeirão mágico muito cobiçado por reis e rainhas. Parceiro de Pwyll.

- Arianrhod, seu nome significa a Roda de Prata. É a Deusa Galesa das iniciações, da terra e da fertilidade. Também conhecida como a Senhora do renascimento. Filha de Don e Belenos.

- Arddhu ou Atho também conhecido em galês  como o Escuro. Ele é o Deus da Natureza, deus dos bosques, animais, fertilidade e renovação, logico que seu habitat natural são as matas e florestas. Representado por um homem com o rosto coberto de folhas verdes.

- Bloudewedd, ela foi feita a partir de nove tipos de flores silvestres, por isso seu nome significa Rosto de Flor. Foi transformada em
coruja por conta da sua traição contra Lleu, seu marido.

- Bendigeidfran ou Bran, o gigante. Para se ter uma noção ele era mais alto que uma árvore. E olhem o carvalho é muitooooo alto. Bran é o Deus da guerra, da caça e também da música.  Foi ferido mortalmente na coxa em um combate quando ao tentar resgatar a irmã, Deusa Branwen e pediu para ter sua cabeça cortada que se manteve viva por algum tempo.

- Branwen, a deusa galesa do amor, da soberania e da Justiça. Ela casou-se com o Grande Rei da Irlanda para traçar o destino dos irlandeses e bretões, mas não gostava do povo irlandês e os insultava. O marido a obrigou a trabalhar como copeira na cozinha do palácio que passou a ser sua prisão. Branwen morreu de tristeza ao saber da morte do irmão, o Deus Bran.

- Beli, o abençoado, é uma das deidades mais antigas de tempos primordiais. Foi considerado um grande líder e o maior ancestral dos galeses. Corresponde ao Deus Bilé da Irlanda.

- Ceridwen é a Deusa do caldeirão. Sua imagem é associada a preparação da poção do conhecimento que ela criou para ajudar o filho, o Deus Afagddu. É a Deusa da fertilidade, regeneração, mudança de forma e renascimento.

- Crearwy, conhecida como a luz. Sua beleza era inimaginável. Filha de Ceridwen, poucas informações tem-se sobre ela.

- Don. essa deusa aparece em quase todas as mitologias. A Deusa da terra, da fertilidade, da
abundância e dos rios. Conhecida como a Tuatha de Danaan na Irlanda.

- Dylan, é o Deus do mar e das ondas. Seu símbolo é um peixe prateado.

- Gwydion, grande Druida dos Deuses, mestre da magia. Ele regia a mudança de forma, a poesia e a música. Na mitologia galesa seu palácio é a Via Láctea.

- Gwynn ap Nudd, tem correspondência com Arawn, líder da caça selvagem ao Cervo Branco. É o Deus Cernunnos na mitologia gaulesa.

- Llyr, conhecido como o deus galês do mar, equivale ao deus irlandês Lir.

- Math é conhecido como o sábio da Grã-Bretanha e protetor  de Gwynedd. Idoso e com grandes poderes mágicos.

- Modron, é a deusa da terra e da fertilidade, a deus-mãe. Protetora de Marne in Gaul.

- Mabon, é o deus da juventude, do amor e das nascentes dos rios. Filho de Modron é ele que auxilia com magia o Rei Arthur na caça ao javali, logo após ser libertado do Castelo Brilhante.

- Nehalennia, a timoneira. A deusa é associada à proteção aos viajantes do mar. Os templos dedicados a ela são litorâneos e os viagens a homenageiam pelas viagens bem-sucedidas, ou ainda, imploram proteção pela viagem a ser realizada.

- Nisien, o pacífico. Um diplomata por natureza, apaziguava qualquer exército em fúria. 

- Pwyll, o Deus da Sabedoria. Marido de Rhiannon - pai de Pryderi e parceiro de confiança de Arawn conforme relata o livro do Mabinogion. 

- Rhiannon, também conhecida como Eponna em outros lugares. Protetora dos cavalos e das aves. É a Deusa dos encantamentos e da fertilidade. Esposa de Pwyll. Rhiannon teve seu filhos roubado assim que nasceu, no entanto foi acusada injustamente de tê-lo matado. Ela é obrigada pelo marido a assumir o papel de um cavalo às portas do palácio. Anos depois o bebê foi achado e restituído a mãe que o denominou Pryderi.

- Taliesin, a fronte radiosa. Uma figura semi-mítica cuja vida foi mesclada com as divindades celtas. Supostamente, viveu em torno do século VI DC, como bardo e poeta. Há um livro de sua autoria que foi escrito por volta do século XIII. Ele mesmo aparece em vários contos como o do menino Gwion que recebeu da Deusa Ceridwen a incumbência de vigiar o caldeirão que ela preparava a poção do conhecimento. Sem permissão, acabou por provar a poção. Quem não gostou desse abuso, já devem imaginar quem foi, a Ceridwen que o perseguiu e o engoliu. Isso mesmo que você leu, renasceu nove meses depois como o divino bardo Taliesin. Estranho, hein!

Espero que tenham gostado e até a próxima!









Olá, seja bem-vindo! Muito Obrigada pela visita e por ler e comentar os posts. Assim, para uma melhor interação lembre-se que todos os Direitos são reservados. Nenhuma parte desta obra pode ser copiada ou reproduzida total ou parcialmente sem a prévia autorização da Autora. Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.